Blog

Lean Manufacturing – Conceito do Parar e Resolver Problemas

De que adianta seguir produzindo e processando partes e peças não conformes e/ou dados e informações não confiáveis?

O lean manufacturing preconiza a importância de se fazer as coisas de forma correta já na primeira tentativa.

O Problema:

O que observamos em muitas empresas independentemente do porte e/ou segmento de atuação é a percepção generalizada de que produzir e corrigir as não conformidades depois é mais produtivo do que parar e resolver os problemas quando ocorrem.

Analogamente, em processos onde há a predominância do fluxo de dados e informações, o sentimento é de que ao antecipar/adiantar certas transações com base no histórico do cliente é mais produtivo do que dedicar algum tempo na confirmação dos dados/informações. E o que geralmente acontece é que o cliente altera alguns dados e informações em relação ao seu modus “operandi”, invalidando todos os processos realizados antecipadamente, gerando retrabalhos com horas extras e desencontros de informações potencializando entregas equivocadas e atrasadas de produtos e serviços.

A Solução:

Em primeiro lugar, temos que mudar a nossa visão e mentalidade com respeito aos problemas. Problemas são oportunidades de melhorias! E isto é ótimo para o processo de melhoria contínua que preconiza: “hoje melhor que ontem e pior que amanhã”, o que só será possível se resolvermos continuamente problemas no dia a dia.

Em seguida, reconhecer que o problema existe; porque tentar resolver um problema que não é reconhecido como tal será uma verdadeira “missão impossível”.

Finalmente, resolver o problema de forma corretiva é condição necessária mas não suficiente para alcançar e sustentar um estado de alta performance, ou seja, apenas identificar e atuar nas causas raízes do problema, monitorar os resultados posteriores para novas intervenções se necessário, são etapas extremamente necessárias, mas precisam ser complementadas com uma visão preventiva neste processo de solução de problemas.

Adaptar e multiplicar as soluções desenvolvidas para um problema específico ocorrido em um setor para outras áreas onde o mesmo problema potencialmente poderá ocorrer, é atuar preventivamente. E a multiplicação é enorme! Mas isso, dificilmente fazemos.

A utilização de meios de alertas sonoros e/ou visuais são imprescindíveis para uma resposta rápida à alguma anomalia identificada parou o processo ou para sinalizar que o processo está na iminência de parar.

Tais meios são conhecidos como “Andon”. Mas só o andon não é suficiente, é necessário que as pessoas estejam treinadas e comprometidas em atender os alertas de forma rápida e precisa.  O sistema Andon só funciona quando ensinamos aos colaboradores a importância de trazer os problemas à tona para que sejam rapidamente resolvidos.

Outro fator necessário para assegurar o sucesso deste princípio de “parar e resolver o problema”, é o treinamento que os gestores (independentemente de nível hierárquico) têm que receber na solução de problemas, que constitui um dos quatro pilares da Excelência Operacional. Os demais pilares são: Filosofia, Processos e Pessoas e Parceiros.

O aumento da qualidade e da produtividade tem que ser baseado no PRINCÍPIO, e não na TECNOLOGIA, e todos estes “pilares” (Filosofia, Processos, Pessoas e Parceiros e Solução de Problemas) contribuem para a habilidade de desenvolver a qualidade e satisfazer os clientes.

Em resumo:

A tentação de implementar “modularmente” as soluções exemplificadas pode levar a uma situação insatisfatória quanto aos resultados financeiros e operacionais. A ideia é promover uma implementação metódica e efetiva, o que inicialmente pode requerer algum suporte externo de especialistas no assunto.

Os profissionais da WCBM Consultoria Empresarial Ltda. possuem mais de 20 anos de experiência como executivos na indústria, seguidos de 15 anos em consultoria, e já ultrapassaram a marca de 1.000 projetos de base lean com foco em Qualidade, Entrega, Custo, tanto em nível estratégico como tático, implementados em mais de 200 empresas na América do Sul, América Central, América do Norte, Europa e África do Sul.

Caso queira discutir algum tema deste artigo, fale conosco sem compromisso.

Washington Kusabara

Sócio Diretor e Consultor

Fale Conosco